Empresa

Conforme é já reconhecido em diversas empresas e por muitos empresários e até trabalhadores executivos, a informação constitui um recurso essencial, que tem vindo assumir uma posição cada vez mais relevante na actividade económica, bem como nas acções modernas da mais variada natureza.

Admite-se que a informação, cada vez mais, venha a assumir um papel importante nas empresas, ao nível do que acontece com os recursos consagrados: humanos, capitais ou energéticos.

A informação é já, e definitivamente, um recurso potencial importante a utilizar pelas empresas. Para alguns é, até um recurso indispensável para o programa destes. Como recurso que é, torna-se susceptível de ser convertido em bens, o que é basicamente conseguido através de acções humanas adequadas.

Assim, foi desde a descoberta do computador que a produção de informação automática foi alargando o seu âmbito de aplicação, nomeadamente no domínio dos sistemas comerciais ou de gestão, que deram continuidade aos processos convencionais existentes. Foi essencialmente devido a esta transposição gradual dos equipamentos convencionais para os computadores, que resultou a expansão rápida destes.

Quando o volume dos dados, assim como a complexidade, rapidez de obtenção e fiabilidade da informação que, em regra, implica a utilização de equipamentos na função da produção da informação. Com efeito, existem planos globais das acções a desenvolver, previsões financeiras, bem como as acções correntes da gestão da empresa. Tudo isto suportado por ficheiros automatizados, adequadamente estabelecidos. Idealmente, pela existência de um sistema integrado de informação, de gestão, apoiado num banco de dados (ON-LINE). Criam-se assim as condições para a elaboração dos diversos tipos de informação a utilizar na empresa, aos vários níveis.

Com este pensamento surgiu em 1989 a AMI - TT, que desde então desenvolve software especifico para Empresas de Transporte de Passageiros e/ou de Mercadorias.